Concursos Notícias

Cachaça com Ciência: Concurso premia produtores de São Paulo

    A Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) promoveu o concurso Cachaça com Ciência, realizado dia 14 de setembro de 2017 que selecionou e premiou Cachaças artesanais produzidas no estado de São Paulo, realizada pela Unidade de pesquisa e Desenvolvimento de Jaú que faz parte da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, divulgando o resultado 15 de setembro.

    Contando com a participação de 58 rótulos diferentes de Cachaças produzidas em 18 alambiques em Itupeva, Paraibuna, Jaú, Fernão, Dois Córregos, Pederneiras, Lençóis Paulista, São Paulo, Mirassol, Bocaina, Pratânia, Dracena, Capivari e Torrinha, já tem expectativa para realização outras edições do concurso.

    Foram selecionadas 12 Cachaças em quatro categorias, branca/descansada, envelhecida, Premium e Extra Premium. Cada categoria foi premiada com medalhas de ouro, prata e bronze, no dia 15 de setembro foi divulgado a lista dos vencedores, durante o IV Encontro DNA – Desenvolvendo Nosso Agronegócio, na UPD de Jaú da APTA.

     No dia 14 de Setembro foram realizadas as análises sensoriais das bebidas, que contou com sete especialistas em destilado seguindo as normas internacionais.  Foram realizados testes a cegas, onde cada jurado avaliou, usando uma ficha técnica com cada característica da bebida, como aparência, fragrância e paladar,  essas fichas foram assinadas pelos jurados e pelo presidente do júri Cauré Portugal, Diretor cientifico e responsável pela Startup Smart Yest, empresa que protocolou e conduziu a competição.

     O intuito do concurso é valorizar e premiar as melhores bebidas, e de alguma forma incentivar os produtores a aperfeiçoar cada vez mais a produção de suas Cachaças, investindo no controle de qualidade e na divulgação do seu produto, uma vez que já foi premiado, detém um reconhecimento de especialistas.

Premiacao 2

     O produtor Miguel Zoca faturou a medalha de prata na categoria Extra Premium, Cachaças que são envelhecidas acima de 3 anos, com a Cachaça Vecchio Albano. Com uma produção de aproximadamente cinco mil litros anual, Miguel afirma que a premiação pode lhe proporcionar um futuro melhor, agregando valor ao seu produto e valorizando a marca, já com mais de dez anos de produção, Zoca que começou por hobby nessa ramo, diz que a Cachaça tem grande importância econômica em sua propriedade de oito hequitares em Torrinha, sua Cachaça é distribuída em São Paulo e Minas Gerais, feliz com resultado do concurso, Miguel está trabalhando em seu alambique e vê a possibilidade de aumentar sua produção para até trinta mil litros por ano.

Premiacao 1

     O concurso tem o intuito de analisar e identificar todos os possíveis defeitos no processo de produção e no manejo da matéria prima, com finalidade de chamar atenção dos produtores para a melhoria da produção de suas bebidas e também de registrem seus projetos. Esse tipo de inciativa é importante para valorizar o trabalho dos produtores, orientando-os sobre as melhores maneiras de qualificar as suas Cachaças.

     Para você que quer consumir Cachaças Artesanais de ótima qualidade, fiquem atentos aos Concursos, Rankings e prêmios, como o I Ranking Cúpula da Cachaça 2014  , II Ranking Cúpula da Cachaça 2016 ,  Concurso Mundial de Bruxelas Edição Brasil – 2017, dentre outros diversos títulos que valorizam o produto.

     Mas a dica de verdade é degustar, todas, dessa maneira você treina seu paladar e aprende a diferenciar os tipos de madeiras usadas no processo de envelhecimento, e a singularidade de cada Cachaça,  degustando você irá descobrir qual lhe agrada mais, mas se for comprar você pode escolhe entre os mais de mil rótulos disponíveis na Cachaçaria Nacional.

      Abaixo segue a lista das Cachaças que receberam medalhas no Concurso Cachaça com Ciência.

Categoria Puras

Medalha de ouro: cachaça JP, produzida por Fernando Tonoli

Medalha de prata: cachaça Engenho São Luiz, produzida por Luiz Gustavo Filho

Medalha de bronze: cachaça Itupeva Cristal, produzida por Fernando Tonoli.

Categoria envelhecida

Medalha de ouro: cachaça do Rei, produzida por Reinaldo Annicchino

Medalha de prata: cachaça Itupeva Amburana, produzida por Fernando Tonoli

Medalha de bronze: Cachaça Genuina, produzida por Luiz Antonio Guaraldo.

Categoria premium

Medalha de ouro: cachaça Wiba Blend de Carvalhos, produzida por Wilson Roberto de Barros

Medalha de prata: cachaça Catarina Única, produzida por André Fioravante

Medalha de bronze: cachaça Taperinha Original, produzida por Fernando A. M. Steimann

Categoria extra premium

Medalha de ouro: cachaça Itupeva Carvalho 5 anos, produzida por Fernando Tonoli

Medalha de prata: cachaça Vecchio Albano, produzida por Miguel Zoca

Medalha de bronze: cachaça Engenho São Luiz, produzida por Luiz Gustavo Filho.

 

 

 

2 comentários em “Cachaça com Ciência: Concurso premia produtores de São Paulo

  1. Achei que o número de produtores foi pequena: as duas melhores cachaças de SP que bebi são de Monte Alegre do Sul a Jaboticabal Tem outra de Igarapava ( das Colmanetti) mas que já faz mais de 10 anos que não produz mais.

    Curtido por 1 pessoa

    • Dietrich, esse concurso foi realizado pela APTA, e selecionou somente produtores de São Paulo, mas infelizmente há boas cachaças por ai, que ainda não estão legalizadas, e a maioria dos concursos, certificações e rankings tem como requisito que o produto seja legalizado.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: