Notícias

A Cachaça: do Brasil para o mundo

    Em 2016 nosso querido destilado teve um crescimento de 4,62% em seu valor total de vendas em relação a 2015. A Cachaça gerou empregos diretos e indiretos, e uma renda de cerca de US$ 14 milhões.

    Ficando atrás somente da cerveja em relação ao consumo percapita, a Cachaça ganhou seu reconhecimento mundial através da caipirinha, que terá um festival em Londres dedicado inteiramente a ela, O London Caipirinha Festival teve sua abertura ontem dia 05 de setembro e vai até o dia 17. Para o Instituto Brasileiro de Cachaça (IBRAC), esse reconhecimento teve resultado e os números falam por si: As exportações cresceram cerca de 4,62% em valor e 7,87 em volume, quantidade de litros exportados, aumentando para mais de 8,5 milhões de litros de cachaça exportados para mais de 54 países, gerando uma renda de aproximadamente US$ 14 milhões.

    Mas a Cachaça está no mercado para quebrar paradigmas, um dos principais desafios dela é aumentar a exportação e consolidar um destilado genuinamente brasileiro de grande reconhecimento mundial. O IBRAC anunciou que o governo fará como forma de incentivo para a Cachaça a redução de cargas tributárias com a entrada no Simples Nacional em 2018, ocasionando em menores gastos e possibilitando investimentos em produção e controle de qualidade, fazendo com que o custo do produto seja otimizado e as possibilidades ampliadas.

    Com isso a Cachaça poderá alcançar o seu devido potencial do mercado de exportações, que hoje está em cerca de 1% do volume total produzido, segundo o IBRAC. Porém ainda é um valor muito pequeno em relação a outros destilados do mundo a fora, “tomamos” de exemplo a tequila, destilado de origem Mexicana, em 2015 exportou cerca de 200 milhões de litros para mais de 120 países, cerca de 70% do volume produzido é destinado para exportação, em quanto o Brasil exportou pouco mais de 8 milhões de litros para cerca de 54 países.

    Entretanto até 2013 a nossa cachaça era rotulada como Brazilian Rum, e não tinha o tratamento de uma bebida genuinamente brasileira, até que EUA, Colômbia e México autenticaram e reconheceram como um produto brasileiro, já a tequila é uma bebida reconhecida e protegida em 46 países mais União Europeia, estamos no momento ideal para a expansão. A Cachaça foi regulamentada em 2016 por sua Indicação Geográfica por ser um produto genuinamente brasileiro, devido a algumas normas que foram aprovadas a bebida precisa ter graduação alcoólica entre 38% e 48%, e para ser chamada de cachaça a aguardente de cana, deve ser produzida apenas no Brasil.

A cachaça tem seu dia.

1174620_719843744698922_287236433_n

    Cana, caninha, birita, aguardente de cana, água benta, branquinha, bagaceira, purinha, abrideira, goró, água que passarinho não bebe, malvada, purinha, engasga gato dentre diversos apelidos que fortificam a identidade do brasileiro com nosso querido destilado, que ganhou uma data especial, dia 13 de setembro agora é comemorado Dia Nacional da Cachaça. Farei um post para vocês entenderem o porque do dia 13,  a história da Cachaça e reforçar a importância dela para a economia do país.

2 comentários em “A Cachaça: do Brasil para o mundo

  1. Muito interessante. Estamos querendo entrar nesse ramos de exportações mas o contato no exterior é um grande entrave pois não há empresas ou pessoas especializadas nessa área, o que há é companhias que mandam seus funcionários procurar pontos de venda mas fora isso é uma aventura, principalmente nós que somos Orgânicos, o mercado é mais restrito ainda.

    Curtir

  2. Pingback: A cachaça é nossa: Dia 13/09 Dia Nacional da Cachaça – Blog Oficial do Maior e-Commerce de Cachaças do Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: